08/03/2016 14:57:28 - por Marília Porcari
Peça Pretas por Ter terá entrada beneficente
O ingresso é uma lata de leite em pó que será doada para as crianças do Grendacc
Teatro Polytheama recebe o espetáculo teatral “Pretas por Ter” com entrada beneficente. A peça, que já foi prestigiada por mais de 150 mil espectadores no Brasil e também em Portugal, será apresentada em única sessão no dia 17 no Teatro Polytheama como ação de Lei de Incentivo Estadual - ProAc - com o intuito de proporcionar cultura e entretenimento de qualidade a moradores da cidade.
Os ingressos individuais serão trocados por 1 lata de leite ou ainda pode ser feita a troca de 2 ingressos por 1 lata de complemento alimentar (tipo Sustagem) e as doações serão entregues as crianças atendidas pelo Grendacc. Os postos de troca são: Teatro Polytheama das 9h às 17h e Bazar do Grendacc das 9h às 16h, ambos de segunda à sexta, a partir do dia 8 de março.
O texto, é de Alberto Damit, e a montagem, existe há mais de dez anos, sendo apresentada em Jundiaí pelos veteranos de palco Jô Santana e Nilton Rodrigues. A história se passa em um cursinho pré-vestibular, o ‘Passaremos-Passarás’, no qual duas mulheres antagônicas travam uma discussão que promete fazer o público rir do começo ao fim do espetáculo.
Altair, interpretada por Jô, é uma professora das antigas, sofisticada e elegante. Contratada para ministrar uma aula substituta sobre a civilização mesopotâmica, a professora se vê em uma saia justa por não saber absolutamente nada sobre o assunto. Já Marlene, personagem de Nilton, é uma mulher popular, negra, debochada, e que dá duro em seu emprego de faxineira no cursinho para sustentar o marido desempregado e cinco filhos. Ela se comporta como a dona do local e com a chegada de Altair se sente ameaçada. A partir do encontro das duas, se instala uma divertida competição de egos entre as personagens.
“Pretas por Ter” trata de temas sérios e polêmicos, como racismo e exclusão social, com muito bom humor, buscando levar o público a refletir com consciência cidadã, mas sem perder o tom leve proporcionado pela comédia. 


   
 

--- --- --- ---